201602_licencias-MS

Explicamos as diferentes modalidades para comprar e vender software da Microsoft

Quando falo com clientes, muitas vezes acabo por pensar “A venda de software é tão complicada!”, ainda que pessoalmente, a venda de hardware me pareça mais complicada, com tantos tipos de componentes e modelos (processadores, placas gráficas…). Sei que muitas pessoas têm dúvidas no momento de escolher o software mais indicado, já que cada vez há mais modalidades de venda. Assim, vou ajudar-vos a saber como e o que comprar em cada necessidade.

Vamos falar da Microsoft. Antigamente existiam duas modalidades: “Caixas” e “Licenças”, ou seja, o físico e o não físico. Em contrapartida, agora temos todo um leque de possibilidades. Neste post, quero dar uma ajuda na escolha mais indicada para os seus clientes.

Licença para equipamentos com outro software

Existem três modalidades, duas que são produto físico, e uma em formato electrónico.

As Caixas e os PKC, são produtos físicos, com a sua caixinha, para venda em lojas. As Caixas incluem um CD, e os PKC não incluem o CD, mas sim um cartão com a chave de produto. Os dois casos, podem ser desinstalados e podem voltar a ser instalados noutro equipamento, não há pedidos mínimos, e são intemporais. As caixas estão em extinção, e já quase não se utilizam.

As Licenças ESD são exactamente o mesmo, mas em modalidade electrónica. Em vez de comprá-las como produto físico, recebe-se um e-mail com o código de ativação para fazer o download, que normalmente se faz a partir da web do fabricante. A maior vantagem é a rapidez, o produto é recebido quando se faz o pagamento.

Licença para equipamentos novos

As Licenças OEM são licenças específicas para equipamentos novos. Mesmo não estando nominadas (não é necessário colocar o nome do cliente), estão ligadas à máquina, ou seja, não se pode desinstalar e voltar a instalar. Não é necessário fazer um pedido mínimo.

Licenças de Legalização

GGWA e GGK: São um tipo especial de licenças, concebido para legalizar o Sistema Operativo. A legalização é intemporal. No caso da GGWA, são licenças nominativas para um cliente específico, e exige-se uma compra mínima de 5 unidades. Ao contrário, as GGK não são nominativas, não são transferíveis entre equipamentos, mas não há pedido mínimo.

No próximo post, veremos as Licenças de volume e as opções de Cloud. Até lá, pode entrar em contacto com o seu comercial GTI ou podes ver todos os produtos da Microsoft, tanto físicos, como ESD e licenças, que temos no nosso site.
Fonte: GTI – Gema Paredes